Sobre Laboratórios Abertos

Em áreas como microeletrônica, nanotecnologia e impressão 3D - que se tornaram estratégicas devido às suas aplicações industriais e ao alto valor agregado aos produtos finais - equipamentos que permitem a fabricação e caracterização de dispositivos, materiais e protótipos são essenciais. No entanto, essas atividades dependem de equipamentos específicos e de uma infraestrutura complexa e cara. O CTI Renato Archer, unidade de pesquisa do MCTIC, possui laboratórios exclusivos no Brasil, como: Micro-nanofabricação, Embalagem Eletrônica, Qualificação de Produtos Eletrônicos e Tecnologias Tridimensionais. O CTI, sob a coordenação do COLAB - Coordenação de Open Labs e Parque Tecnológico, está passando por uma profunda reorganização em seus ambientes de inovação. O objetivo é criar um ambiente capaz de promover avanços científicos e tecnológicos e o desenvolvimento de soluções inovadoras, compartilhando o acesso a instalações estratégicas de laboratório, por meio de laboratórios abertos, e oferecendo infraestrutura e espaço adequado para a instalação de empresas relacionadas à TI, via seu parque tecnológico (CTI-Tec).

Perguntas Frequentes

Laboratórios abertos são ambientes de aprendizagem com equipe multidisciplinar e infraestrutura de acesso livre para auxiliar estudantes, pesquisadores, inventores, empreendedores e startups para desenvolverem, de maneira colaborativa, produtos, processos, negócios inovadores e gerar conhecimento científico. Fonte: MCTIC (adaptado)
Os usuários terão à disposição máquinas, equipamentos e softwares para desenvolver sua pesquisa, produtos ou processos. Os usuários são treinados para o uso dos equipamentos e, salvo exceções, poderão operar os mesmos. Os laboratórios abertos proporcionam um ambiente saudável para troca de idéias, experiências e possibilitam a formação de parcerias e redes colaborativas. Fonte: Fonte: MCTIC (adaptado). Acesse Informações e encontre mais dados sobre como utilizar os Laboratórios Abertos.
Os espaços são destinados a: pesquisadores, estudantes, empresas, startups e inventores que querem desenvolver seus projetos, seja para divulgação científica ou para coloca-los no mercado. O acesso é franqueado mediante contrapartida financeira ou não financeira de acordo com a política de inovação do CTI e o regramento interno. Fonte: Fonte: MCTIC (adaptado). Acesse Informações e encontre mais dados sobre como utilizar os Laboratórios Abertos.